Recentes

7 filmes para amantes de rock!

Cazuza - O Tempo Não Pára

Artigo escrito por: Fabiane Bastos
Redes Sociais: FacebookTwiter Instagram - Pinterest

É semana de Rock, bebê! Treze de Julho é o Dia Mundial do Rock, a data marca a realização do Live Aid em 1985. Um dos maiores festivais de rock do mundo, com participação de dezenas de artistas em várias cidades. Eu estou aqui para falar de cinema, mas quem disse que não é possível fazer as duas coisas?

Segue agora uma lista que que une o melhor das duas artes, com opções para cinéfilos e amantes de rock de todos os estilos e gêneros.


Prisioneiro do Rock  (Jailhouse Rock - 1957 – o clássico)

Prisioneiro do Rock

Vince Everett (Elvis Presley) é pavio curto, e tem a mão pesada. Ao se envolver um uma briga de bar acaba por matar seu oponente, detalhe: sem armas, apenas com as mãos. Na prisão, conhece um veterano da música Hunk Houghton (Mickey Shaugnessey), que o ajuda a descobrir seu talento, e claro, tenta controla-lo para benefício próprio. Mas a sentença de Vince é mais curta, aqui fora ele conhece a bela e inteligente Peggy (Juddy Tyler), com que firma parceria musical, mas o sucesso lhe sobe à cabeça.

É o clássico desta lista! Dono da sequência musical "Jailhouse Rock", aquela que toda reportagem usa para ilustrar o Dia do Rock, ou quando quer falar de Elvis Presley. Não tem o mais original dos roteiros, mas conta com boas atuações do elenco de apoio e o gigantesco carisma de Elvis. É o que buscamos afinal, boa música com um excelente intérprete e uma trama relativamente interessante para conectar tudo.


The Rocky Horror Picture Show (1975 – o cult)

The Rocky Horror Picture Show

Brad (Barry Bostwick) e Janet (Susan Sarandon) decidem se casar e contar a boa notícia em primeira mão para um antigo professor amigo de ambos. Mas o pneu de seu carro furou, deixando o casal perdido no meio do nada. Sorte (ou não), também perdido no meio do nada, existe um castelo, daqueles em que vítimas de filmes de terror cismam achar boa ideia entrar. É claro, para Brad e Janet também não é uma boa ideia. O proprietário do castelo, o Dr. Frank N Furter (Tim Curry) é, por falta de palavra melhor, excêntrico. Assim como os demais habitantes, e tudo que acontece lá dentro.

Imprevisível é a palavra que define The Rocky Horror Picture Show, desde os acontecimentos no castelo, até seu supostamente típico e pacato casal protagonista. É preciso mente aberta para aproveitar as reviravoltas do roteiro, que tem ficção cientifica, crimes, sexualidade, adultério, bissexualismo, homossexualismo, traição, ciúmes, entre outros assuntos mais ou menos sérios. Todos abordados de forma, divertida, absurda, despretensiosa, e na maioria das vezes imprópria. Uma loucura deliciosa que tem, músicas igualmente insanas, uma Susan Sarandon jovenzinha, e a interpretação icônica de Tim Curry.


Quase Famosos (Almost Famous - 2000 – o drama indie)

Quase Famosos

William Miller (Patrick Fugit) um adolescente fã de rock, tem seus textos notados pela revista Rolling Stone e recebe o trabalho dos sonhos: acompanhar a primeira turnê da banda Stillwater pelos Estados Unidos. Ao longo da jornada, ele se envolve pelo estilo de vida, perde a objetividade no trabalho e passa a fazer parte do cenário do rock dos anos 70.

Inspirado pela experiência real do diretor Cameron Crowe, que aos 16 anos acompanhou diversas bandas em turnê, para a mesma revista. Retrata uma viagem de autodescoberta (como todo bom road-movie). Mostra também, astros fora do pedestal, nos momentos bons e ruins. E apesar de ter “sexo, drogas e rock'n'roll”, conta a história de forma leve. No elenco nomes como Philip Seymour Hoffman, Anna Paquin, Jay Baruchel, Jason Lee, Michael Angarano, Zooey Deschanel e Jimmy Fallon.


Escola de Rock (School of Rock - 2003 – o infantil que adultos amam)

Escola de Rock

Expulso de sua própria banda por estrelismo e sem dinheiro para pagar o aluguel, Dewey Finn (Jack Black) resolve se passar por seu melhor amigo e aceitar a vaga de professor substituto em uma cara escola particular. Nos primeiros dias, o falso professor apenas enrola, mas ao descobrir que as crianças têm aulas de música, e são talentosas, resolve treiná-las para competir em um concurso de rock da cidade. É claro, sem o devido consentimento dos pais.

Provavelmente é o filme mais conhecido, adorado, desta lista. Não é para menos, o falso professor realmente ensina rock, e as crianças realmente são talentosas (todas tocam e cantam de verdade). O repertório foi escolhido à dedo, com o esforço de convencer o Led Zeppelin a liberar o uso de “Immigrant Song” na produção, e canções originais. É uma divertida iniciação ao mundo do rock para pequenos e grandes roqueiros.


Cazuza: O Tempo Não Pára (2004 – a biografia nacional)

Cazuza: O Tempo Não Para

Baseado no livro escrito pela mãe do cantor, esta biografia de Cazuza mostra sua louca e breve vida, desde o início de sua carreira até sua morte aos 32 anos. O comportamento transgressor, a coragem de continuar mesmo debilitado pela Aids, e a criação de alguns hits que perduram até hoje.

É a entrega de Daniel Oliveira ao papel que impressiona nesta biografia. Da mudança física, ao canto (o longa mistura a voz do ator, com apresentações do verdadeiro Cazuza), o esforço para recriar uma figura ainda bastante presente no imaginário popular é memorável. Se ainda precisar de mais, excelentes canções do cantor e da banda Barão Vermelho ilustram toda a projeção. O elenco traz nomes conhecidos como Marieta Severo, Reginaldo Faria, Andrea Beltrão e Leandra Leal.


Rock of Ages (2012 – a comédia)

Rock of Ages

A famosa casa de shows Bourbon, está em apuros financeiros, por causa da demonização e propaganda contra o estilo de vida rock 'n' roll. É lá, que Drew (Diego Boneta) trabalha, e onde conseguiu um emprego para a recém chegada Sherry (Julianne Hough).  Ambos são aspirantes a estrelas do rock, é lógico um romance vai nascer aí. Ao mesmo tempo, lenda do rock Stacee Jaxx (Tom Cruise) decide fazer um show na casa onde iniciou sua carreira, o que pode salvar a boate. É claro, a presença do astro, abala o recém-começado romance de uma vida.

Humor nonsense e cafona, bom rock dos anos 1980 é o que Rock of Ages tem a oferecer. Além de uma surpreendente e convincente caracterização de Tom Cruise, como astro do rock. O casal principal é o menos interessante do elenco que conta com Catherine Zeta-Jones, Russell Brand, Alec Baldwin, Paul Giamatti e Brian Cranston. O humor exagerado e farofeiro, pode incomodar alguns, mas os excelentes números musicais devem agradar a todos.


Yesterday (2019 – o romance fofo)

Yesterday

Jack Malik (Himesh Patel) é um cantor e compositor que nunca conseguiu fazer sua carreira deslanchar. Após evento misterioso em escala global, e um acidente pessoal relacionado a ele, Jack acorda em um mundo onde The Beatles nunca existiu. Único a lembrar as canções de uma das maiores bandas de todos os tempos, o jovem começa a fazer sucesso. Mas, é claro, a fama tem seu preço.

Achou que não teria Beattles nesta lista? Achou errado. Eu poderia citar Across the Universe (fica a menção honrosa), mas como a ideia é cobrir todos os gêneros possíveis, hora de indicar um romance. Yesterday é uma comédia romântica deliciosa, embalada pelos melhores hits da banda. Nascido de uma premissa mirabolante, é simples, bem produzido e não tem vergonha de ser fofo e divertido. No elenco Lilly James, Kate McKinnon, Joel Fry e Ed Sheeran.

Está comprovado, existe um filme de rock para cada um, independente da idade, estilo e gênero favorito. É só escolher um e mergulhar no melhor de dois mundos!