Recentes

Castlevania (3º temporada) | Crítica

Castlevania
 
ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS DE TEMPORADAS ANTERIORES

Após um bom tempo de espera, finalmente fomos agraciados com o lançamento da terceira temporada de Castlevania pela Netflix

continua após a publicidade


A continuação da série estava sendo vista com maus olhos por alguns fãs e até especialistas, já que muitos questionavam o que a animação faria sem seu principal pilar, o Drácula. Com maestria o diretor Sam Deats e o roteirista Warren Ellis, demonstraram que o universo de Castlevania tem muito ainda a ser explorado, e mesmo sem o seu principal vampiro das temporadas passadas, nada perdeu em qualidade.

Com o roteiro dividido por quatro núcleos (Trevor e Sypha, Alucard, Isaac, e as irmãs vampiras), a temporada inteira, a trama conseguiu trabalhar seus personagens de uma forma que poucas animações foram capazes de fazer, dando profundidade através de diversos diálogos que envolvem temas muitas vezes adultos como sexo, filosofia, violência e mais, assim a animação conseguiu se tornar ainda mais envolvente, e esses personagens ainda mais cativantes. Os novos rostos apresentados também em nada perdem para os antigos, sendo responsáveis por cenas no mínimo perturbadoras.

Em relação a esses mesmos núcleos, todos eles estão equilibrados quanto ao tempo em tela, e há também um equilíbrio de qualidade, pois os ótimos diálogos e as belíssimas animações estão distribuídas entre todos eles. Não irei dispor de análise sobre cada um, pois o texto ficaria muito longo, indo em contra a proposta deste que vos escreve, porém me resumo a informar que o núcleo que tange a Alucard é o mais polêmico, pois está sendo julgado como muito enfadonho. Discordo dessas falas, pois para mim o arco do vampiro é condizente com sua personalidade. Ele acaba ficando sem objetivo ao matar o próprio pai, e ao decidir permanecer no castelo, com isso se torna muito solitário, o que aos poucos começa a enlouquecê-lo. 

Alucard

Para aqueles amantes de tramas mais rápidas e cheias de ação, talvez não curtam tanto essa terceira temporada, já que seu foco está claramente em criar um novo ambiente de intrigas e novos caminhos a serem traçados. Por algumas vezes Castlevania conseguiu ser comparável aos tempos dourados de Game of Thrones.

Por último, a animação – que já era ótima nas temporadas anteriores – está ainda melhor. Para se destacar dos cenários, os personagens muitas vezes estão com roupas vibrantes, cores que deixam as cenas ainda mais bonitas de serem vistas. Além disso, em certos momentos há cenas em animação 3d, que dão ainda mais charme. Fiquei decepcionado apenas com o design de algumas criaturas que não parecem demonstrar inspiração, sendo repetidas em várias cenas, no entanto nem todas elas estão assim, pois tem aquelas também bastante caprichadas.

Castlevania está um primor, com cenas maravilhosas e um roteiro ainda mais excelente, a animação consegue ser uma das melhores coisas a serem vistas hoje na Netflix.

AVALIAÇÃO: 5.0


Artigo por: José Renato  
Siga nas Redes Sociais: Instagram - Twitter