Homem-Aranha (Pllano Geral)

ESSE ARTIGO NÃO CONTÉM SPOILERS!

É gente, eu sei que estou bastante atrasado, mas estou tentando criar uma agenda para postar com mais frequência, aí vou conseguir deixar tudo um pouco mais organizado, fiquem ligados. Vamos lá!

Homem-Aranha: Longe de Casa, não é nada muito diferente do que já tínhamos visto no seu último filme. Um adolescente bastante atrapalhado, mas que vem em constante construção, tanto como Peter Parker como também o seu álter ego - o Miranha.

Algo que está bem melhor que o primeiro, são os efeitos visuais, principalmente do próprio Homem-Aranha, que agora não parece mais apenas um boneco de borracha quando está fazendo suas acrobacias pelo ar. A evolução foi substancial, o que gera um ponto bem positivo para o filme.

O diretor Jon Watts – que também dirigiu o primeiro – tem uma mão excelente para escolha de vilões. Mistério (Jake Gyllenhaal), está praticamente impecável, aparentemente a Marvel aprendeu com seus erros do passado, e tem feito vilões cada vez mais interessantes. Não há o que discutir sobre o ator, quando ele pega um projeto, por mais simples que possa parecer o personagem, o que não é o caso aqui, o sujeito sempre dá um show. Fica ainda o elogio especial para o seu uniforme, que além de manter suas origens dos quadrinhos, ainda consegue ser crível nesse universo, mesmo o vilão o chamando de ridículo.

O núcleo adolescente é apenas o núcleo adolescente, aqueles mesmos dramas de sempre, como o clássico chamar a garota para sair e etc., claro que o público mais jovem tende a adorar essa abordagem. Porém, infelizmente, há uma tentativa desesperada de fazer drama com algumas situações nada convencionais, além de uma insistência em piadas que também não são tão engraçadas – claro que a comédia é muito relativa – e está tudo bem se você gostou.

O pouco de profundidade que essa obra tem, está na não presença de Tony Stark, que constantemente é lembrado através de pinturas, lembranças e diálogos. Por sinal o Homem de ferro é peça central na trama como um todo.

Homem-Aranha: Longe de Casa, tenta se distanciar dos seus irmãos mais antigos, mas deixa claro sua adoração ao ficar referenciando diversas vezes os filmes de Sam Raimi. Referência por sinal é o que não falta, gostei em especial das cenas envolvendo os escudos.

NOTA DO FILME: 7,0

Até a próxima pessoal!

0 Comentários