Attack on Titan (Pllano Geral)

ESSE ARTIGO NÃO CONTÉM SPOILERS! 

Nesse domingo (30/06) foi lançado o último episódio da terceira temporada do anime Attack on Titan (Singeki no Kyojin). O anime teve uma fase cheia de reviravoltas e solução de vários mistérios, além disso, a obra soube introduzir muitos outros desses mistérios para que os fãs se sintam mais empolgados para a próxima temporada, que infelizmente só virá ano que vem.

Com essa temporada dívida em duas partes, muitas pessoas ficaram insatisfeitas com a demora no lançamento dos episódios, no entanto, a produtora Wit Studio soube gratificar todo mundo com uma animação cada vez mais admirável. Os traços são reproduzidos com muito cuidado, e apesar de uma imagem quase sempre pastel – que eu tanto critico – o anime soube trazer o melhor que se pode tirar de tal coloração.

O que falar desse roteiro que mal conheço, mas já considero pakas? Muitas pontas foram fechadas de forma praticamente memorável. Até consegui prever para onde o anime estava indo em alguns momentos, no entanto, souberam me surpreender a cada evento. Sabe aquela sensação de querer assistir um episódio atrás do outro? É exatamente isso.  

Os diálogos também são sublimes. Você precisa ficar atento a todo momento pois pode perder informações relevantes em um simples piscar de olhos. Isso faz com que as conversas soem mais naturais, mesmo que sejam apenas por legendas, como no meu caso. Imagino ainda as nuanças para quem compreende o japonês.

Continua após o anúncio

Para não dizer que tudo está impecável, teve certos momentos do anime que fiquei um pouco confuso com tantas informações jogadas para o telespectador, porém, isso não é necessariamente uma falha, visto que pode ser apenas um recurso utilizado pelo roteirista para causar ainda mais impacto em quem assiste.

Attack on Titan consegue fácil escrever seu nome no hall de grandes animes como Death Note, Neon Genesis Evangelion e Ergo Proxy, sua trama está tão bem desenvolvida e amarrada que fico vislumbrado ao praticamente não reconhecer furos.

Não posso deixar de falar dos personagens. Para quem assistiu as temporadas anteriores, não se tem nem muito o que acrescentar. A representação de seus personagens continua de alto nível, mostrando os detalhes, erros, acertos de cada um - de uma maldade genuína, a uma pessoa consumida por seus ideais. O ápice se dá ao considerar o impacto de outras memórias em um certo personagem, o que deixa ainda mais crível tudo que vem acontecendo naquele universo.

Até cabelo desgrenhado tem gente, como não amar?

Shingeki no Kyojin já pode ser considerado uma obra prima. Fecho essa temporada com uma grande expectativa de um encerramento (4º temporada) maravilhoso, já que a trama termina em um momento ainda mais desejável.

NOTA DA TEMPORADA: 9,6

E aí, gostou? O que você achou de tudo que aconteceu? Deixa aí seu comentário.

0 Comentários