Daenerys (Pllano Geral)

ESSE ARTIGO CONTÉM SPOILERS!

Infelizmente chegamos ao final de uma das séries de TV mais aclamadas do nosso tempo. GoT (como foi apelidada por muitos), entrou para história reunindo uma gama imensa de fãs por todo o mundo, e foi cada vez mais batendo recordes de audiência.

Com a chegada do último episódio da série, a internet foi inundada com reclamações de todo tipo. Alguns telespectadores que no geral não gostaram do desenrolar do final, chegaram a fazer até petição para a última temporada ser regravada pela HBO. Mas esse encerramento foi realmente tão ruim? Vamos conferir.

1 – Daenerys: A louca. A principal reclamação por parte da maioria das pessoas, foi a suposta repentina loucura da personagem Daenerys Targaryen. O que na verdade eu venho percebendo é que essas reclamações são feitas por uma parte de fãs que ficaram incomodados com o ato da quase rainha queimar Porto Real com vários inocentes. É triste perceber que muitos desses fãs fecharam os olhos para as loucuras apresentadas pela quebradora de rodas desde o início da obra. A loira foi violentada já nos primeiros episódios e decidiu “ensinar” ao seu estuprador como realmente deveria transar (Estocolmo talvez). A mesma comeu um coração de cavalo morto e queimou várias pessoas vivas durante todo o desenrolar da trama. Além disso, é comumente apresentado através dos diálogos a loucura que a família da mesma pode ser acometida. Sim, Daenerys já tinha sinais de loucura, não tem como você negar.

2 – Bran: O rei dos 6 reinos. Outra reclamação que vi aos montes, foi a escolha do personagem de Bradon Stark para sentar no novo trono. Aqui o que percebi foi uma raiva quase injustificável de pessoas que queriam Jon Snow sentado em seu lugar. O que acontece é que GoT nunca foi o esperado, e novamente movidos pelos sentimentos de fãs, muitas pessoas querem que seus personagens favoritos terminem “bem”, o que nem sempre é o que acontece. Eu presenciei a reclamação de muitos com a morte de Ned Stark, a série só não tinha a quantidade de fãs que tem hoje. Como disse Tyrion, não há ninguém melhor para o trono que o Corvo de três olhos.


3 – Arya: A aventureira. Foi repetida diversas vezes pela personagem a frase “eu não sou uma lady”, o que ela significa? Significa que a mesma não está disposta a ter uma vida enclausurada em um castelo de pedra cuidando de crianças. Aqui não se tem praticamente nada para explicar, Arya teve um final sobriamente adequado para as escolhas que a personagem vinha fazendo durante toda a sua trajetória.

 Jon Snow (Aegon): E os selvagens. Esse ponto está conectado com o segundo, visto que o final que muitos queriam para o Aegon era o trono dos 6 reinos. O mesmo argumento de que GoT nunca foi o esperado poderia ser utilizado aqui, porém, eu vou além. Matar a quase rainha tinha sim que ter as suas consequências, e ser enviado para a patrulha da noite era algo comum para criminosos. Já o fato de Jon abandonar as instalações da muralha com os selvagens, foi devido ao crescimento da população – aqui é demonstrado claramente as várias crianças entre eles – e mais, não havia razão para temer o outro lado da muralha, já que não existem mais os caminhantes brancos.

É isso pessoal. Compreendo a frustração de muitos com o final de Game of Thrones, compreendo também que a série não conseguiu manter a mesma qualidade do início de suas temporadas, mas o que você precisa entender é que a obra tomou proporções de orçamento muito altas (dragões, lobos gigantes, mortos vivos), e precisava ser encerrada. Essa última temporada foi sim tudo muito corrido, o que nos passou ainda mais essa sensação de pouca qualidade, no entanto, ainda assim GoT se manteve no auge, e longe de querer uma regravação, se deleite com a série, já que algo tão grandioso assim não é comum de se ver na TV.

0 Comentários