Vingadores: Ultimato (Pllano Geral)

ESSE ARTIGO CONTÉM SPOILERS!

Antes de tudo galera, quero dizer que eu adorei o filme, gostei demais! Eu posso dizer que com certeza foi uma das minhas melhores experiências no cinema, porém, nem tudo são flores, não é? Mesmo considerando um dos melhores filmes da Marvel – se não o melhor – ele teve alguns detalhes que me incomodaram na trama, foram cenas ou situações que até me desconectaram um pouco da obra. 

Em um longa-metragem como esse, ficcional, nós pessoas fazemos o uso do que conhecemos como Suspensão da Descrença, que é basicamente um exercício mental em aceitar toda aquela obra como fantástica. Só que dentro dessa própria obra, são estabelecidas algumas regras, que quando quebradas nos fazem esquecer totalmente dessa tal Descrença, nos tirando instantaneamente do filme. Segue os 5 principais pontos que me incomodaram no filme. 

1 – O rato: Sim gente, é estabelecido lá em “Homem Formiga e a Vespa”, que a máquina responsável em leva-los até o reino quântico, exige um alto grau de inteligência incomum para poder opera-la. Hank Pym e a sua filha, são considerados verdadeiros gênios naquele universo, e até então os únicos com entendimento para opera-la. Já o Scott Lang (Homem Formiga), não tem ideia de como a máquina funciona. Para piorar, o Hulk, que agora uniu sua consciência com o Bruce Banner, se tornando inteligente, ficou relutante com o uso da mesma. Com isso em mente, e totalmente aleatório, um reles ratinho aparece e simplesmente liga a máquina quântica, trazendo o Homem Formiga de volta. Achei a cena bastante improvável, até mesmo para aquele universo fantástico. Vai ver era o Mickey e eu não percebi. 

2 – O Thor comédia: Não é segredo de ninguém que a Marvel tem um ar cômico nos filmes, o que para muitos é ótimo, e para outros nem tanto. O problema é que dessa vez – e não foi a primeira – transformaram o personagem em uma total comédia, o herói que tinha sido um verdadeiro destaque no Guerra Infinita, é aqui rebaixado ao alívio cômico. Lembrando que o problema não é a situação física do personagem, e sim como o mesmo foi tratado durante o embate. 


Capitã Marvel (Pllano Geral)

3 – Capitã Marvel: Aqui talvez eu esteja sendo muito chato, já que a personagem teve sim alguns momentos de importância na trama. O que na verdade aconteceu, foi que eu esperava muito mais da heroína, como um embate no braço com o Thanos. Porém, o que acontece é que a personagem tem pouquíssimo tempo de tela e cenas praticamente nada inspiradas. A impressão que tive foi que a Capitã foi jogada lá, apenas para não ficar incoerente com o seu filme recém lançado e o MCU. 

4 – Tony Stark com as joias: Essa me jogou lá para baixo no clímax, provavelmente foi a pior. É óbvio que considerado toda a cena da batalha uma das melhores de todo o filme, no entanto, o Homem de Ferro encostar no Thanos e em um passe de mágica roubar todas as joias do infinito, foi praticamente inadmissível. Tal cena destrói todo o esforço que foi demostrado em Guerra Infinita, em que existia problemas no simples ato segurar a manopla do Thanos. Como o Stark criou a própria manopla, talvez ele tivesse criado alguma forma do dispositivo lhe devolver as mesmas, porém, em nenhum momento isso é citado no filme. 

5 – O Tempo: “Se você mexe com o tempo, ele mexe com você”. A aventura temporal causa tantos problemas que é quase impossível contar. Só para exemplificar alguns, se a Gamora saiu do passado e foi para o futuro, ela não conheceu os outros integrantes dos guardiões da galáxia, logo, as aventuras intergalácticas dos mesmos seria impossível. Mais uma, no final do filme, nosso querido Capitão América volta aos momentos em que foram retiradas as joias do infinito, para assim devolve-las aos seus devidos lugares, só que se você refletir, como ele devolveu a joia da alma? Ele a entregou para o Caveira Vermelha? Como eram momentos diferentes no passado, o Capitão não tinha que ter vindo e voltado algumas vezes? Não é estabelecido no início do filme que não é possível mudar a linha do tempo, mas como o Capitão ficou no passado e viveu sua vida com a Peggy Carter? Pois é, são tantas perguntas, que dava para fazer um texto inteiro só com elas. 

Enfim galera, mais uma vez eu esclareço que adorei o filme, esses pontos são apenas para gente refletir sobre a obra, que como qualquer outra coisa, não consegue ser perfeita. É óbvio que farei em breve um texto com os 5 pontos que mais gostei, para que possamos saudar ainda mais esse evento que está sendo Vingadores.